Páginas

domingo, 17 de abril de 2016

ORAÇÃO, FRASE E PERÍODO 8º ANO

Atividade Avaliativa de Língua Portuguesa

1) Quantas orações há no seguinte período? "Todas as mulheres que andam na moda são iguais" (C. Drummond).
A) Nenhuma.
B) Uma oração.
C) Duas orações.
D) Três orações.
 
2) Todas as alternativas são frases verbais, EXCETO:
A) As penas flutuam no ar.
B) Um voo espetacular!
C) Perdi o fim de semana doente.
D) O povo odeia os governantes corruptos.
E) Transmitirei o recado a sua namorada.

3)  Assinale a alternativa CORRETA. "Quem ama sente a beleza que há em tudo que Deus cria." Nesse período, há:
A) uma oração.
B) duas orações.
C) três orações.
D) quatro orações.
E) cinco orações.

4) Assinale a alternativa INCORRETA quanto aos períodos e o número de orações indicados entre parêntesis:
A) A amizade não tem preço. (período simples, uma oração)
B) Pau que nasce torto nunca se endireita. (período simples, uma oração)
C) Água mole em pedra dura: tanto bate até que fura. (período composto, duas orações)
D) A voz do povo é a voz de Deus. (período simples, uma oração)
E) Errar é humano. (período composto, duas orações)

5) Todas as frases são nominais, EXCETO:
A) Que medo!
B) Coitadinho do garoto!
C) Ele chutou a porta.
D) Coragem, companheiro!
E) Que voz estranha.

6) Observe a estrofe: "Com um lindo salto/Lesto e seguro/O gato passa/Do chão ao muro." O sujeito é:
A) lindo salto.
B) O gato.
C) Lesto e seguro.
D) chão.
E) muro.

7) Analise a frase e marque a alternativa CORRETA: "A Joana e o Pedro comeram um belo bolo".
A) Sujeito simples:  A Joana
 B) Sujeito Subtendido - comeram um belo bolo.
C) Sujeito Indeterminado -  comeram
D) Sujeito Composto – A Joana e o Pedro.
E) Oração sem sujeito. 
8) Dos termos destacados nas seguintes frases, aquele que não funciona como sujeito é:
A) ELE está triste.
B) OS ALUNOS leram o texto.
C) O ônibus escolar CHEGOU CEDO AO GINÁSIO.
D) A ARARA E O PAPAGAIO são duas aves brasileiras.
E) RUI gosta de soltar pipa no parque com seus amigos.

9) Em apenas uma das opções, a palavra ou expressão destacada desempenha a função de sujeito da oração.
A) Na praia FAZIA MUITO CALOR.
B) Sophia BRINCOU SOZINHA NO RECREIO.
C) SAÍRAM DE FÉRIAS, Evelin e Janaina.
D) Na fazenda do meu tio, UM CAVALO morreu.
E) Os animais ESTAVAM SENDO MALTRATADOS NO ZOOLÓGICO.

10) (EMM) A única oração com sujeito simples é:

A) Existem algumas dúvidas.
B) Compraram-se livros e revistas.
C) Precisa-se de ajuda.
D) Faz muito frio.
E) Há alguns problemas.

SIMULADO DE CONJUNÇÕES 9º ANO

Atividade Avaliativa de Língua Portuguesa
1) A oração "Não se verificou, todavia, uma transplantação integral de gosto e de estilo" tem valor:
A) conclusivo.
B) adversativo.
C) concessivo.
D) explicativo.
E) alternativo.
2) Assinale a alternativa que contém uma coordenativa conclusiva:
A) Assinale a alternativa que contém uma coordenativa conclusiva:
B) Sérgio foi bom filho; logo será um bom pai.
C) Os meninos ora brigavam, ora brincavam.
D) Jaime trabalha depressa, contudo produz pouco.
E) Os cães mordem, não por maldade, mas por precisarem viver.

3) Assinale a alternativa em que a oração em destaque foi INCORRETAMENTE analisada:
A) Compre o bilhete PORQUE O SORTEIO SERÁ AMANHÃ. (Oração coordenada sindética conclusiva)
B) Viu o acidente E SOCORREU AS VÍTIMAS. (Oração coordenada sindética aditiva)
C) O professor fala muito, QUESTIONA BASTANTE. (Oração coordenada assindética)
D) Volte cedo, POIS IREMOS À FESTA. (Oração coordenada sindética explicativa)
E) Não correu NEM BRINCOU. (Oração coordenada sindética aditiva)

4) (F. TIBIRIÇA-SP) No período "Penso, LOGO EXISTO", a oração em destaque é:
A) coordenada sindética conclusiva.
B) coordenada sindética aditiva.
C) coordenada sindética alternativa.
D) coordenada sindética adversativa.
 
5) Considere as frases abaixo: 1. Ao chegar a partilha, estava encalacrado, e na hora das contas davam-lhe uma ninharia. 2. Pouco a pouco o ferro do proprietário queimava os bichos de Fabiano. 3. Não se descobriu o erro, e Fabiano perdeu os estribos. 4. Passar a vida inteira assim no toco, entregando o que era dele de mão beijada! 5. O amo abrandou, e Fabiano saiu de costas, o chapéu varrendo o tijolo. Pode-se afirmar que temos orações coordenadas sindéticas aditivas em:
A) 1, 2 e 3.
B) 1, 3 e 4.
C) 1, 3 e 5.
D) 2, 4 e 5.
 
6) "Não quis ouvir o teu agouro. Colhi todas as rosas que nasceram nos caminhos por onde me levaste, e as rosas não morreram." (Álvaro Moreyra). Considerando-se o último verso, ele se classifica como uma oração:
A) aditiva.
B) explicativa.
C) conclusiva.
D) alternativa.
E) adversativa.
7) "Meu dia outrora principiava alegre; no entanto à noite eu chorava. Hoje mais velho, nascem-me em dúvida os dias, mas findam sagrados, serenamente." (Manuel Bandeira). No texto acima encontramos, pela ordem:
A) uma oração coordenada sindética alternativa e uma oração sindética adversativa.
B) uma oração coordenada sindética adversativa e uma oração sindética alternativa.
C) duas orações coordenadas sindéticas adversativas.
D) uma oração coordenada sindética explicativa e uma oração sindética conclusiva.
E) duas orações coordenadas sindéticas explicativas.
8) "Já estava saturado daquilo; era preciso, porém, suportar aquele voltear de mulheres." No texto é possível detectar:
A) uma oração coordenada sindética alternativa.
B) uma oração coordenada sindética adversativa.
C) uma oração coordenada sindética conclusiva.
D) uma oração coordenada sindética explicativa.
 
9) No período "Choveu durante a noite, PORQUE AS RUAS ESTÃO MOLHADAS" a oração destacada é:
A) coordenada sindética alternativa.
B) coordenada sindética conclusiva.
C) coordenada sindética aditiva.
D) coordenada sindética explicativa.
E) coordenada sindética adversativa.
10) Chamando de: 1. o período composto por coordenação sindética, 2. o período composto por coordenação assindética, assinale a alternativa CORRETA:

A) Colhemos frutos, jogamos bola. (1)
B) Bem depressa chegou o trem; despedimo-nos sem demora.(1)
C) Os dois anos de serviço acabaram em 1855, e o escravo ficou livre, mas continuou o ofício.(1)
D) Dormi tarde, mas acordei cedo.(2)
E) Fui bem em Português, mas não acertei nada de Química.(2)

POEMA: INTERPRETAÇÃO 9º ANO



Poema dos olhos da amada



Ó minha amada
Que olhos os teus
São cais noturnos
Cheios de adeus
São docas mansas
Trilhando luzes
http://1.bp.blogspot.com/-9LIjK_-AcNI/VLjj9H6AnWI/AAAAAAAALBA/AtGtlYbuc6Q/s1600/frases-musica-amor.jpgg
Que brilham longe
Longe dos breus...

Ó minha amada
Que olhos os teus
Quanto mistério
Nos olhos teus
Quantos saveiros
Quantos navios
Quantos naufrágios
Nos olhos teus...
Ó minha amada
Que olhos os teus
Se Deus houvera
Fizera-os Deus
Pois não os fizera
Quem não soubera
Que há muitas era
Nos olhos teus.

Ah, minha amada
De olhos ateus
Cria a esperança
Nos olhos meus
De verem um dia
O olhar mendigo
Da poesia
Nos olhos teus.
(Vinícius de Moraes.In: Poesia completada e prosa.)



1º) Leia o poema acima e responda:

a) A quem o eu -poético ( pessoa que fala no poema ) se dirige?
_________________________________________________________________________
2) De que maneira o poeta descreve os olhos da pessoa amada na primeira estrofe?
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________
3) Qual é o assunto principal do texto?
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________
4) Como o autor descreveria os olhos da amada na linguagem comum? (conotativo).
___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
2º )  Após estudos acerca das conjunções coordenativas, leia as orações abaixo e utilize a conjunção mais adequada para ligar em um só período de acordo com o valor semântico indicado.
1. Correu demais,caiu. 
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________
2. Dormiu mal,os sonhos não o deixaram em paz. 
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________
3. A matéria perece, a alma é imortal.
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________
4. Leu o livro, é capaz de descrever as personagens com detalhes.
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________
5. Guarde seus pertences, podem servir mais tarde. 
____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

3º)  Complete os períodos abaixo, acrescentando uma oração que atenda à ideia expressa nos parênteses. Utilize a conjunção adequada para estabelecer a relação entre as orações:

a) Eu gosto muito de estudar. (Adição, sequência de ações).
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________
b)      Todos prometeram ajudar; ( Adversidade, oposição)
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________
c)  Vamos embora, ( Explicação)
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________
d)  As crianças, entusiasmadas, (Alternância)
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________
e)       Analisamos o projeto com muita atenção, ( Conclusão) 
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________




Soneto

Alma minha gentil, que te partiste
Tão cedo desta vida descontente,
Repousa lá no céu eternamente,
E viva eu cá na terra sempre triste.

Se lá no assento etéreo, onde subiste,
Memória desta vida se consente,
Não te esqueças daquele amor ardente
Que já nos olhos meus tão puro viste.

E se vires que pode merecer-te
Alguma cousa a dor que me ficou
Da mágoa sem remédio de perder-te,

Roga a Deus, que teus anos encurtou,
Que tão cedo de cá me leve a ver-te,
Quão cedo de meus olhos te levou.

( In: CAMÕES. Sonetos de Camões: Corpus dos sonetos camonianos. Edição e notas de Cleonice Cerôa da Motta Berardinelli. Lisboa/Paris : Centre Culturel Portugais; Rio de Janeiro : Fundação da Casa de Rui Barbosa, 1980.)

1º) Releia o soneto de Camões e responda:

a)    O sujeito lírico dirige-se à mulher amada, que ele chama de “Alma minha”. O que aconteceu com sua amada? Que expressão da primeira estrofe justifica sua resposta?
____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
      
b)    Encontre no soneto uma paradoxo que exprime a distância que separa o amante da amada.
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________

c)     Na última estrofe, o sujeito lírico faz um pedido à amada. Explique qual é o seu desejo.
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________

d)    Na penúltima estrofe, o sujeito lírico utiliza um argumento para convencer a amada a atender o seu pedido. Explique o argumento.
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________


2º )  Após estudos acerca das conjunções coordenativas, leia as orações abaixo e utilize a conjunção mais adequada para ligar em um só período de acordo com o valor semântico indicado.

a) Tentou matar as formigas, não conseguiu.
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________

b)      Ele não sabia se trabalhava, se tentava matar as formigas.
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________

c)      Ele queria ter uma casa, plantar uma horta.
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________

d)      Era chamado de vadio,  trabalhava pouco.
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________

e)      Ele trabalhava pouco;  era chamado de vadio
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________
3º)  Complete os períodos abaixo, acrescentando uma oração que atenda à ideia expressa nos parênteses. Utilize a conjunção adequada, fazendo adaptações quando necessário, para estabelecer a relação entre as orações:

a)   Não só estudou ( Adição, sequência de ideias)
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________
b)  O relógio é de ouro. ( Conclusão)
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________
c)  Venha logo, ( Explicação)
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________
 d) Os alunos____ conversam ( alternância)
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________
e) Não havia necessidade ( oposição, adversidade)
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________

NARRATIVA MÍTICA: LEITURA E INTERPRETAÇÃO 8º ANO

Atividade Avaliativa de Língua Portuguesa
PANDORA (mitologia grega)
Num tempo distante, os homens dominaram a dádiva do fogo, graças a Prometeu, tornando melhor a vida na Terra.
Mas diante daquela afronta, a ira de Zeus não teve limites, e ele resolve então punir os homens. Ordenou a Hefesto que moldasse uma mulher de barro, tão linda quanto uma verdadeira deusa, que lhe desse voz e movimento e que seus olhos inspirassem um encanto divino.
A deusa Atena teceu-lhe uma belíssima roupa, as três Graças a cobriram com joias e as Horas a coroaram com uma tiara de perfumadas flores brancas. Por isso a jovem recebeu o nome de Pandora, que em grego significa “todas as dádivas”.
No dia seguinte, Zeus deu instruções secretas a seu filho Hermes que, obedecendo às ordens do pai, ensinou Pandora a contar suaves mentiras. Com isso, a mulher de barro passou a ter uma personalidade dissimulada e perigosa.
Feito isso, Zeus ordenou a Hermes que entregasse a mulher de presente a Epimeteu, irmão de Prometeu, um homem ingênuo e lento de raciocínio.
Ao ver Pandora, Epimeteu esqueceu-se que Prometeu lhe havia recomendado muitas vezes para não aceitar presentes de Zeus; e aceitou-a de braços abertos.
Certo dia, Pandora viu uma ânfora muito bem lacrada, e assim que se aproximou dela Epimeteu alertou-a para se afastar, pois Prometeu lhe recomendara que jamais a abrisse, caso contrário, os espíritos do mal recairiam sobre eles.
Mas, apesar daquelas palavras, a curiosidade da mulher de barro aumentava; não mais resistindo, esperou que o marido saísse de casa e correu para abrir o jarro proibido.
Mal ergueu a tampa, Pandora deu um grito de pavor e do interior da ânfora saíram monstros horríveis: o Mal, a Fome, o Ódio, a Doença, a Vingança, a Loucura e muitos outros espíritos maléficos…
Quando voltou a lacrar a jarra, conseguiu prender ali um único espírito, a Esperança.
Assim, então, tudo aconteceu exatamente conforme Zeus havia planejado. Usou a curiosidade e a mentira de Pandora para espalhar o mal sobre o mundo, tornando os homens duros de coração e cruéis, castigando Prometeu e toda a humanidade.
1.   Após leitura do texto, responda as questões abaixo:
a)  O que significa “Pandora”?
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________

b) Por meio da leitura do texto, é possível inferir algumas características psicológicas dos personagens apresentados. Dentre as alternativas a seguir, qual não caracteriza adequadamente o personagem ao qual se refere?
1)  (     )    Hermes: obediente.
2)  (     )    Epimeteu: ingênuo.
3)  (   )    Prometeu: orgulhoso.
4)  (     )    Pandora: curiosa.
c.   Zeus idealizou Pandora para realizar seu plano de vingança. Para que tudo saísse conforme planejado, delegou diferentes funções a seus subordinados. Relacione cada personagem à atividade realizada:
1)  Hefesto          (    ) Ensinou Pandora a contar suaves mentiras.
2)  Atena             (    ) Teceu para Pandora uma belíssima roupa.
3)  Horas             (     ) Moldou uma mulher de barro, tão linda quanto uma verdadeira deusa.
4)  Hermes          (    ) Coroaram Pandora com uma belíssima tiara de perfumadas flores brancas.

d) Qual o sentido moral da história de Pandora?
____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
2º) Releia a narrativa mítica  e identifique os momentos da narrativa:
a) Situação inicial
___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
b) Conflito
___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
c) Clímax
___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
d) Desfecho
___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
4º) Releia um trecho do texto para responder as questões:

Num tempo distante, os homens dominaram a dádiva do fogo, graças a Prometeu, tornando melhor a vida na Terra.
a) Qual é a pessoa do verbo destacado?_____________________________________________
b) Qual é o sujeito que esse verbo se refere?_________________________________________
c) Como se classifica esse tipo de sujeito?____________________________________________

5º) Identifique e classifique o sujeito das orações a seguir, observando as formas verbais destacadas:
a) Quando voltou a lacrar a jarra, consegui prender ali um único espírito, a Esperança.
_________________________________________________________________________
b) Zeus ordenou a Hermes que entregasse a mulher de presente a Epimeteu.
_________________________________________________________________________
c) O Mal, a Fome, o Ódio, a Doença, a Vingança, a Loucura e muitos outros espíritos maléficos saíram da caixa.
_________________________________________________________________________
d) Num tempo distante, dominaram a dádiva do fogo.
_________________________________________________________________________
e) Havia ali uma ânfora muito bem lacrada
_________________________________________________________________________

LEITURA E INTERPRETAÇÃO 9º ANO


                  


Atividade Avaliativa de Língua Portuguesa
1 – Leia o texto:
A VERDADE
A porta da verdade estava aberta, mas só deixava passar meia pessoa de cada vez. Assim não era possível atingir toda a verdade, porque a meia pessoa que entrava só trazia o perfil de meia verdade. E sua segunda metade voltava igualmente com meio perfil. E os dois meios perfis não coincidiam. Arrebentaram a porta. Derrubaram a porta. Chegaram a um lugar luminoso onde a verdade esplendia seus fogos.  Era dividida em duas metades, diferentes uma da outra. Chegou-se a discutir qual a metade mais bela. As duas eram totalmente belas. Mas carecia optar. Cada um optou conforme seu capricho, sua ilusão, sua miopia.

 a) Comente o assunto do texto. ___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

b) Que tipo de linguagem é usada no texto? __________________________________________________________________________________________________________________________________________________
 c) Analise a frase “Cada um optou conforme seu capricho, sua ilusão, sua miopia.” Referente ao assunto do texto, o que o autor quer dizer com isso? __________________________________________________________________________________________________________________________________________________
d) Qual a sua opinião sobre as meias verdades? __________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 2 – Leia o texto:



 PRECISA-SE DE UM AMIGO
 Não precisa ser homem, basta ser humano, ter sentimentos. Não é preciso que seja de primeira mão, nem imprescindível, que seja de segunda mão. Não é preciso que seja puro, ou todo impuro, mas não deve ser vulgar. Pode já ter sido enganado ( todos os amigos são enganados). Deve sentir pena das pessoas tristes e compreender o imenso vazio dos solitários. Deve gostar de crianças e lastimar aquelas que não puderam nascer. Deve amar o próximo e respeitar a dor que todos levam consigo. Tem que gostar de poesia, dos pássaros, do por do sol e do canto dos ventos. E seu principal objetivo de ser o de ser amigo. Precisa-se de um amigo que faça a vida valer a pena, não porque a vida é bela, mas por já se ter um amigo. Precisa-se de um amigo que nos bata no ombro, sorrindo ou chorando, mas que nos chame de amigo. Precisa-se de um amigo para ter-se a consciência de que ainda se vive. Carlos Drummond de Andrade

 No poema de Carlos Drummond de Andrade  há:
a) uma oração coordenada assindética.        __________________________________________________________________________________________________________________________________________________
b) uma oração coordenada sindética adversativa: __________________________________________________________________________________________________________________________________________________
c) Uma oração coordenada sindética aditiva: __________________________________________________________________________________________________________________________________________________
 3 – Leia esse provérbio oriental:     "Com cinco anos, teu filho é teu ditador; com dez, teu escravo; com quinze, tua própria imagem; e depois, teu amigo ou teu inimigo".                             No provérbio há
 a) (   )  oração coordenada sindética aditiva
b) (   )  oração coordenadas sindética explicativa
c) (   ) oração coordenada sindética  adversativa
 d) (   ) Oração coordenada sindética alternativa.

4 – Associe as orações sindéticas destacadas com o valor semântico que elas apresentam:
 1) alternância 2) conclusão 3) oposição 4) explicação 5) adição
a-  (    ) Rogério adoça goleada, mas tira a cereja.
b - (    ) Senado define nomes e CPI começa hoje.
c – (    ) Quer esteja errado , quer não esteja correto, você não assistirá as aulas.
d – (    ) Estudamos muito, por isso resolvemos facilmente os exercícios.
 e – (    ). Não faça barulho, pois o bebê está dormindo.

5 - Considerando a relação lógica existente entre os dois segmentos dos provérbios abaixo citados, o espaço pontilhado NÃO poderá ser corretamente preenchido pela conjunção mas, apenas em:
a)      Morre o homem, (...) fica a fama.
b)      Reino com novo rei, (...) povo com nova lei.
c)      Por fora bela viola, (...) por dentro pão bolorento.
d)      Amigos, amigos! (...) negócios à parte.
e)      A palavra é de prata, (...) o silêncio é de ouro.

6 - Coloque PS para período simples e PC para período composto:
a) (      ) Eu leio muitos livros e assisto a muitos filmes.
 b) (      ) Não existe nenhum provérbio errado, todos são sábios.
c) (      )  Acredito que viajarei mês que vem.
d) (      ) Não gostei do seu trabalho.
 e) (      )  Me atrasei .